4 de março de 2010

Pop Japonês: Animes e Mangás



Yume Festival  movimenta a cidade





Animes e mangás da cultura pop japonesa estarão em vários espaços culturais de Castro

                                             Imagens ilustrativas da  http://www.br.bestgraph.com/
Até o dia 23 de abril, o município de Castro se movimenta em torno do  Project Yume que é hoje um dos maiores grupos de animes e mangá do Brasil.
A cultura pop japonesa estará nos seguintes locais: o "Acervo Project Yume"  na Casa da Cultura Emília Ericksen, de 4 de março a 23 de abril; a "4ª Expo-Anime Castro", no Teatro Bento Mossurunga, dia 6 de março e o "Workshop de Mangá" no dia 20 de março, na Secretaria Municipal de Esporte e Cultura.


O Project Yume (Projeto Sonho) foi fundado em Ponta Grossa, em 2003, e realizou eventos voltados para manifestações da cultura Pop Japonesa divulgando a produção de animes (desenhos animados japoneses) e mangás (quadrinhos japoneses) entre outros. Atualmente conta com sedes em cidades paranaenses como Ponta Grossa, Castro, Curitiba e Guarapuava, além de Botucatu (SP) e Joinville (SC).

 ____________________________________

E, por falar em Castro...



 Na Casa da Praça, a exposição dos grupos “Art.Con e Óia Nóis” de Curitiba, com apoio da Prefeitura Municipal de Castro através da Secretaria Municipal de Esporte e Cultura (SEC) pode ser visitada até o dia 3 de abril.


Os grupos “Art. Con” e “Óia Nóis” surgiram em 2008, na Associação Cultural do Solar do Rosário, em Curitiba. A orientadora Carla Schwab explica que "a liberdade e a diversidade advindas da expressão individual são os pressupostos condutores e formativos do Grupo Art.Con, que ao contrário de outros grupos, não instituiu uma linha mestra que remeta a uma uniformidade ou padrão a ser seguido".


 De acordo com ela, "os artistas buscam em suas vivências a inspiração e a coragem para a produção". O grupo Óia Nóis, um seguimento do Art.Con, é formado por artistas ‘naifes’ que de modo espontâneo e ingênuo destacam em suas obras cenas do cotidiano, tradições, mitos e sonhos da cultura brasileira.


Para a Diretora do Departamento de Incentivo as Artes Plásticas da SEC, Karina Marques, "a pluralidade de  expressões, gerando  singulares apreciações e interpretações nos espectadores, é o que objetiva esta mostra. “É uma exposição com obras que suscitam uma interação com o público”, diz.




De cima para baixo, da esquerda para a direita - Os artistas Carla Schwab, Adriane Stange, Cristiane Zaleski, João Cancio, Karolyne Martins, Ruth Mara, Karina Marques (Diretora da SEC), Kátia Kimieck, Guilherme Lombardi e Luiz Felix. Ao lado, a Casa da Praça.



Obras abaixo de Christian Schönhofen




                                                                    Obras de Hilda Rojas




                                          Obras  naifes de Marise Heleine
                                                         e Eve Ferretti

                     
                                                                                          


Gisele Ávila Coradani ( Diretora de Cultura da SEC), a artista Carla Schwab e a Diretora do Departamento de Incentivo as Artes Plásticas da SEC- Karina Marques.



 
                     Obras do artista Luiz Felix - Células de Schumann



___________________________________________________________________________

Um comentário:

  1. Estou adorando o seu blog. Precisamos de espaços que informem mais sobre o que está acontecendo no mundo das Artes,arquitetura, Designer e demais áreas.Continue assim !!!!
    Bjs Carla Schwab - artista Visual

    ResponderExcluir