26 de abril de 2010

O gênio e o sucesso financeiro

William Shakespeare: a visão empresarial de um gênio da poesia e da dramaturgia pelo economista Gustavo Franco



O economista Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central do Brasil e um dos criadores do Plano Real, faz palestra no próximo dia 28, às 19:30, no Solar do Rosário, sobre "Shakespeare e a Economia" , depois ele autografará o livro com o mesmo título. A palestra faz parte da programação do evento "Abril de Shakespeare" que está acontecendo em Curitiba. A entrada é franca. 
O livro "Shakespeare e a Economia" compõem-se de dois trabalhos : A Economia de Shakespeare, de Gustavo Franco, e A Economia em Shakespeare, do economista americano Henry Walcott Farnam, publicado pela primeira vez em 1931.
Para  Gustavo Franco, William Shakeaspeare foi um empreendedor com grande sucesso financeiro, "ao contrário do estereótipo do gênio criador malsucedido em questões de dinheiro". Além de ser um dos maiores poetas e dramaturgos que já existiu, ele morreu rico, tendo sido sócio de teatros e proprietário de terras. O gênio combinou, como poucos, o talento literário à visão comercial. De acordo com Gustavo Franco, a incursão do dramaturgo inglês no ramo do entretenimento permitiu que deixasse à família valiosas terras e uma herança em espécie correspondente a 14 milhões de libras atuais!
____________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário