15 de junho de 2010

Vencedores do II Prêmio Sebrae Minas Design


O Prêmio tem como objetivos disseminar a importância do design para pequenas e micro empresas, aproximar designers e gerar negócios.

Os designers vencedores farão visita a um centro de referência em design na Europa. Os projetos finalistas, vencedores e classificados participam de catálogo e exposição no Palácio das Artes, Espaço Mari’Stella Tristão, em Belo Horizonte.
O júri, composto por profissionais consagrados na área, como Adélia Borges (SP), Dijon de Moraes (MG), Itiro Iida (DF), Newton Gama (SP) e Ivens Fontoura (PR), avaliou os 468 projetos inscritos de todo país. Entre os 127 projetos classificados, 42 disputaram a final do Prêmio. Os critérios de seleção são originalidade, concepção formal, inovação tecnológica, adequação ao mercado, viabilidade industrial e impacto ambiental.




Mostra do Prêmio
Funções, formas e materiais inovadores fazem parte da mostra virtual do II Prêmio Sebrae Minas Design, que será realizada até 20 de junho, das 9h30 às 21h, no Espaço Mari’Stella Tristão, no Palácio das Artes, em BH. A exposição reúne 169 trabalhos de estudantes e profissionais de design de todo o país que participaram da premiação. O objetivo é divulgar os projetos classificados, finalistas e vencedores, além de estimular negócios entre os participantes do prêmio e empresários. A entrada é gratuita.



OS VENCEDORES

Categoria Profissional





Conjunto de equipamentos para redução do consumo de energia de aparelhos em standy by pelos designers e sócios Milton Azevedo Neto e Cristiano Antônio Magalhães Paulino Pereira.  A linha ECO de equipamentos é vencedora no setor de eletroeletrônicos e reduz em até 30% o consumo mensal.




Permea





O Permea, projeto vencedor no setor de Resíduos da Construção Civil, foi idealizado pela designer e arquiteta Natália Mara Arreguy. O piso permeável, elaborado para as áreas externas, permite a passagem de água e contribui para o lençol freático.  O piso substitui a brita, pedra comum usada em outros concretos, por restos de tijolo, reboco de parede e azulejo. “Ele é colorido com pigmentos naturais de calcário, possui diversas formas e serve como um piso tátil para as pessoas com deficiência visual.




Poleirinho Estante 


 os designers e sócios, Rodrigo Braga França, Ulisses Andrade Noronha Neuenschwander Penha e Frederico Mendes Teixeira criaram o poleirinho, projeto vencedor no setor de Móveis. A estante, que funciona como peça decorativa e porta-treco, Segundo Rodrigo,   Poleirinho é produzido em madeira pinos de reflorestamento. A peça é um mix de cores, funcionalidade e design moderno.




Banheira Icon

 


Um ícone para o setor. Essa é a definição do projeto vencedor no Setor de Ardósia. Criada pelos designers Gilberto Almeida Júnior, Fernando Rezende Faria e Thiago José Porto de Souza, Segundo Gilberto Almeida, a idéia da banheira surgiu como um complemento de decoração. “Pensamos em dar um novo sentido para a ardósia. Sempre encontramos telhas, pias e pisos produzidos com o material. A banheira será um complemento decorativo.” Com design moderno, a peça é produzida em ardósia, com laterais de vidro.



Lizard

 
Inspirado em animais do deserto, como o lagarto, o projeto desenvolvido pelos designers Fabiano Caixeta D’Alcântara, Thiago Fonseca dos Reis e Rodrigo Wagner Araújo foi o vencedor do Setor Calçados. O Lizard é próprio para a prática esportiva na areia.



Categoria Estudante

Calçado para motociclistas

Os estudantes de Design de Produto da UEMG Emanuel Lucas Neves, Danilo Gomes Ribeiro e Sérgio Junio da Silva desenvolveram um tênis especial para os motociclistas urbanos. O produto é impermeável, para impedir que a sujeira e a água de chuva danifiquem o sapato. Para a confecção do tênis são usadas as mesmas técnicas de produção de uma roupa de mergulho, que consiste basicamente em costura e colagem de materiais poliméricos.


Nobreak


Os mesmos criadores do calçado para motociclistas também conquistaram o prêmio na categoria Eletroeletrônico. O Nobreak, desenvolvido pelos estudantes Danilo Gomes Ribeiro, Emanuel Lucas Neves e Sérgio Junio da Silva, é um aparelho portátil, dinâmico e que garante o compartilhamento de fontes simultâneas de energia. O produto otimiza a ligação de vários aparelhos eletrônicos no mesmo espaço e seu formato é uma nova aposta no mercado.


Gota


O estudante de Desenho Industrial com habilitação em Design de Produto da FAAP, Lucas Wilkinson Gras, conquistou o prêmio no setor de Resíduos, com a criação de um porta-sabonete em formato de gota. O produto é confeccionado com ardósia, tem pé de borracha e uma grelha de alumínio.



Abstrak





O Abstrak, projeto vencedor do setor Móveis, é multifuncional. Idealizado pelos estudantes de Design de Produto da UEMG, Daniel Bahia Contijo, Fernando Henrique Moraes e Ravi Ballardi Tavares dos Santos, o móvel é abstrato e se adapta em qualquer ambiente. Segundo Daniel, o Abstrak pode ser usado como aparador, revisteiro, mesinha de canto, porta objetos ou como o usuário preferir.

 



Cuba Vitalitá



As estudantes de Design de Produto da UEMG, Bárbara Luiza Viegas Paulo e Julia Macieira Lawton criaram a Cuba Vitalitá, projeto vencedor no setor de Ardósia. O objeto possui formas orgânicas nas laterais e tronco em formato de pirâmide.
________________________________________________

2 comentários:

  1. Visto o resultado dos trabalhos em ardósia que são, na prática, não factíveis torna-se necessária uma escolha de jurados que realmente entendem de design ou pesquisem aquilo que estão julgando para não dizer da falta de profissionalismo e honestidade de certos que conheço. Prá frente Brasil!!! Mais honestidade!!!

    ResponderExcluir
  2. Erro gramatical na minha mensagem anterior:
    - ...que realmente ENTENDAM...

    ResponderExcluir