2 de julho de 2010

A beleza como experiência de Deus



Arte sacra: lançamento da PAULUS apresenta ao leitor uma abordagem sobre a experiência cristã da beleza, em especial, por meio da iconografia. 




 "O ícone é a expressão mais genuína da expressividade cristã. É a partir do ícone que a arte sacra encontra sua identidade como arte litúrgica, evangelizadora, comunicadora da profunda experiência de Deus”, explica o autor.


Ao contrário do que muitos pensam, a arte não é apenas prazer e entretenimento. Ela é capaz de transmitir a percepção racional das pessoas para o campo dos sentimentos. E o que dizer então sobre a arte sacra?

Otávio Ferreira Antunes, sacerdote e artista sacro, responde essa e muitas outras questões relacionadas à temática em 
A beleza como experiência de Deus, lançamento da PAULUS, que apresenta ao leitor uma abordagem sobre a experiência cristã da beleza, em especial, por meio da iconografia.

O ícone é a expressão mais genuína da expressividade cristã. É a partir do ícone que a arte sacra encontra sua identidade como arte litúrgica, evangelizadora, comunicadora da profunda experiência de Deus”, explica o autor.

A obra trata, num primeiro momento, sobre o simbolismo na arte em geral, abordando algumas linhas de pensamento sob a ótica da filosofia, da psicologia junguiana e até da biologia. Após essa introdução, o autor foca suas atenções no período após o Concílio Vaticano II, grande divisor de águas na liturgia e na arte sacra.

O Vaticano II, ao propor uma eclesiologia genuína, que voltasse às origens, influenciou também uma arte que voltasse às fontes do cristianismo tendo a iconografia como modelo, e se inculturasse nas diferentes realidades”, afirma o autor.

Antunes finaliza sua reflexão abordando a experiência cristã da beleza nos dias de hoje, tratando sua função na contemporaneidade. Além disso, o autor cita artistas brasileiros que têm se destacado nesta área, como Cláudio Pastro, artista sacro reconhecido mundialmente, atual responsável pela arte na Basílica Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida, São Paulo, e autor de 
A arte no cristianismo, lançado recentemente pela PAULUS.

A partir de uma abordagem simples, 
A beleza como experiência de Deus suscita interesse em estudantes, teólogos, religiosos, artistas sacros, arquitetos e até mesmo naqueles que desconhecem a linguagem estética acadêmica, servindo como introdução e incentivo para um posterior aprofundamento.Otávio Ferreira Antunes é sacerdote diocesano de Joinville (SC) há 4 anos. Tem pós-graduação em Arte Sacra e Espaço Celebrativo pela Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, de São Paulo. Como artista sacro, executou vários painéis em igrejas nos estados de Santa Catarina e Paraná. Inspirado na Iconografia Bizantina, desde 1999, não deixa de valorizar os elementos regionais e locais em seus ícones. Atualmente, é estudante de Arquitetura e Urbanismo pelo Instituto Superior Tupy (IST) e pároco da paróquia Nossa Senhora Imaculada Conceição, em Joinville (SC). 


Serviço
Título: A beleza como experiência de Deus 
Autor: Otávio Ferreira Antunes Coleção: avulso Acabamento: costuradoFormato: 13,5 cm x 21 cm Paginas: 168 Preço: R$ 23,00 Áreas de interesse: Pastoral, Catequese e Liturgia

________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário