1 de agosto de 2010

Otimismo no mercado de concreto

Crescimento no último semestre faz empresas associadas continuarem investimentos no setor de pré-fabricados leves.
O contínuo crescimento da economia e da construção deve animar ainda mais a indústria brasileira de concreto. Dados da pesquisa semestral realizada em julho deste ano pela Associação Brasileira da Indústria de Blocos de Concreto (BlocoBrasil), apontaram otimismo e grandes expectativas para a atividade econômica do setor no segundo semestre de 2010. O objetivo da pesquisa, feita com os associados da BlocoBrasil, foi identificar as macrotendências setoriais do mercado pré-fabricados leves (blocos e pisos) de concreto e a expectativa de crescimento dos fabricantes.
Os resultados apontaram que 66% das indústrias do setor esperam crescer entre 10% e 30% nos próximos seis meses, enquanto 13% estimam crescer acima de 30% neste mesmo espaço de tempo. Dentre os fatores responsáveis por essa melhora na indústria de blocos de  concreto estão o aquecimento da economia, fator que estimulou o crescimento do mercado imobiliário, além do programa habitacional do governo.
Apoiado pelo crescimento econômico, o mercado de trabalho no setor de blocos de concreto deve adotar algumas medidas para aumentar a produtividade. As principais são a aquisição de novos equipamentos e a contratação de novos funcionários.
O mercado brasileiro da construção civil continua em ritmo muito forte. Enquanto a construção chegar a 12% ao ano de rentabilidade e a taxa selic estiver operando abaixo desse patamar, os empreendedores vão querer investir na construção. As expectativas para este ano e futuras, são muito boas; o país está crescendo na economia e na construção”, afirma o arquiteto Carlos Alberto Tauil, secretário executivo da BlocoBrasil.
________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário