22 de setembro de 2010

Odebrecht na expansão do Aeroporto Internacional de Miami

Presente nos Estados Unidos há 20 anos, a Odebrecht acaba de concluir mais uma etapa nas obras de expansão do Terminal Norte do Aeroporto Internacional de Miami.
O Sky Train do Aeroporto Internacional de Miami, nos Estados Unidos, começa a operar nesta semana, conectando extremos de quatros áreas principais do Terminal Norte, em menos de cinco minutos. As quatro estações do trem e os 52 portões que o Sky Train conecta foram construídos pela Odebrecht, responsável por obras de expansão do aeroporto, resultado de um investimento de US$ 2,85 bilhões. Com trens, tecnologia e sistema operado pela Sumitomo Corporation of America e da Mitsubishi Heavy Industries, o Sky Train tem capacidade para transportar até 9 mil pessoas por hora e deve reduzir o tempo de caminhada em até 70% para passageiros com conexões nacionais e 34% para os viajantes internacionais.
Presente nos Estados Unidos há 20 anos, a Odebrecht acaba de concluir mais uma etapa nas obras de expansão do Terminal Norte do Aeroporto Internacional de Miami. Em agosto, foram reabertos 16 portões do antigo Concourse A. O projeto completo inclui 52 novos portões, novas instalações para o departamento de Serviços de Imigração e Cidadania dos EUA, 123 balcões, 119 quiosques de autoatendimento, 72 postos de serviços de inspeção federal, um novo sistema de bagagem capaz de lidar com 45 mil malas por dia, 3,2 quilômetros de escaladas rolantes e tapetes rolantes e uma ampla área destinada a serviços para o usuário. No total são 975 mil m2 em construção e geração de 2.500 vagas. A empresa também foi responsável pelas obras no Terminal Sul, concluídas em 2007. O Aeroporto Internacional de Miami recebe 30 milhões de pessoas por ano, o terceiro maior aeroporto dos Estados Unidos a receber passageiros estrangeiros e está entre os dez maiores do mundo em transporte de carga.
_____________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário