5 de outubro de 2010

Exposição de fotografias sobre arquiteturas populares de Portugal

A exposição abrange, com a exibição de 84 fotos, um largo espectro temporal e espacial em cartaz no CCBNB-Fortaleza.

FORTALEZA, 2010 – O Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 – Centro – fone: (85) 3464.3108) abrirá a exposição de fotografias intitulada “Arquitecturas populares: memórias do tempo e do patrimônio construído”, do arquiteto e fotógrafo português António Menéres, na próxima quinta-feira, 7, às 18 horas. Com entrada franca, a exposição fica em cartaz até o dia 28 deste mês (horários de visitação: terça-feira a sábado: 10h às 20h; e aos domingos, de 10h às 18h).


 
A exposição abrange, com a exibição de 84 fotos, um largo espectro temporal e espacial. Menéres dividiu-a em conjuntos, denominados: As velhas memórias; Ambientes; Habitação; A arquitectura do trabalho; O sol, a terra e a água; A arquitectura do sentimento religioso; O “saber” do detalhe; e Gentes.

 Na exposição, transparece o espírito norteador dos realizadores do Inquérito (um trabalho de investigação cultural desenvolvido em Portugal entre 1955 e 1960), marcado pela imbricação dos estudos de arquitetura popular em conceitos de Antropologia Cultural. O grupo de fotos denominado “As velhas memórias”, por exemplo, reúne construções pré-romanas, romanas e medievais, todas bem anteriores ao surgimento do Brasil como nação.

António Menéres dedica-se à fotografia desde menino. Assim, além das tarefas que lhe competiram na época dos trabalhos do Inquérito, quando foram colhidas mais de 11 mil fotografias, Menéres possui uma coleção que “ultrapassa os 15 mil disparos”, conforme suas palavras. Desse acervo admirável, guardado com carinho e desvelo à espera de propagação ampla, António Menéres selecionou 84 exemplares, que agora mostra no Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza.

Ele diplomou-se em Arquitetura pela antiga Escola Superior de Belas Artes do Porto (ESBAP), instalada no Palacete do Braguinha, em São Lázaro, na zona central da cidade do Porto. Quando do desmembramento da ESBAP, criou-se a atual Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), localizada em ponto mais distante, no Campo Alegre. A FAUP é a prestigiosa entidade de ensino na qual Menéres foi professor, hoje aposentado.
_____________________________________________________


Nenhum comentário:

Postar um comentário