21 de outubro de 2010

Veja os outros premiados do "Melhor da Arquitetura"

RETROFIT

Valeo VEC
GCP Arquitetos
O projeto de 18 mil m2 preparou a fábrica de sistemas automotivos em Itatiba, SP, para atender suas necessidades futuras de crescimento. Estrutura metálica, concreto e painéis isotérmicos compõem os novos edifícios, cujos ambientes empregam soluções de conforto térmico (como ventilação natural e espelhos-d’água) norteadas por análises climáticas.
EDIFÍCIOS INSTITUCIONAIS - EDUCAÇÃO
Centro Educativo Burle Marx
Arquitetos Associados
Mimetizado na paisagem, o extenso pavilhão horizontal de 1,7 mil m2 integra um complexo museológico em Brumadinho, MG. O leve rebaixo em relação ao entorno transforma sua cobertura numa ponte sobre o lago, além de conformar uma praça elevada amplamente ajardinada para o encontro e a contemplação.
Centro Municipal de Arte e Educação dos Pimentas
Biselli + Katchborian Arquitetos Associados
Erguido num bairro carente de Guarulhos, SP, este centro de 16 mil m2 reúne salas de aula, auditórios, biblioteca, refeitório e instalações esportivas sob uma grande cobertura metálica. Linear, o edifício concentra os espaços fechados em suas pontas, enquanto o vazio central dá origem à praça dedicada aos esportes.
EDIFÍCIOS INSTITUCIONAIS - CULTURA
Galeria Adriana Varejão
Rodrigo Cerviño Lopez
Parte de um complexo museológico em Brumadinho, MG, esta galeria está parcialmente engastada na encosta do lago. O bloco de concreto armado de 558 m2 alterna ambientes de passagem e exposição, a começar por uma passarela que atravessa um espelho-d’água e terminando na ponte que une a cobertura ao jardim no nível superior do terreno.
EDIFÍCIOS INSTITUCIONAIS - SAÚDE
Ambulatório de Especialidades Médicas
Elvis José Vieira e Ricardo Hatiw Lú
O posto de saúde de 1 mil m2 em Suzano, SP, vale-se de seu terreno de esquina para estabelecer uma relação com a rua, como uma praça. Organizados em “U”, os consultórios abraçam o acesso principal. Concreto e vidro definem os blocos térreos, e brises de madeira marcam o pavimento superior. Elementos vazados completam a gama de materiais. 
EDIFÍCIOS INSTITUCIONAIS – LAZER
Ginásio Sesc Barra
Indio da Costa AUDT + Forte, Gimenes & Marcondes Ferraz
Com a delgada cobertura metálica pairando sobre a quadra e as arquibancadas, este ginásio de 4 mil m2 no Rio de Janeiro lembra uma praça. A sustentação se dá por meio de arcos – únicos elementos da cúpula a tocar o chão, cravados em bases de concreto. Essa composição garante ventilação e iluminação naturais e integra o conjunto ao entorno.
EDIFÍCIOS COMERCIAIS OU DE ESCRITÓRIOS
ATÉ 4 PAVIMENTOS OU 500 M2
Ateliê Paes Leme
Brasil Arquitetura
Ateliê de uma artista plástica em São Paulo, o pavilhão de 136 m2 tira partido de toda a largura do terreno (6,90 m). O pé-direito alto, além de possibilitar a entrada de grandes instalações de arte, permitiu a criação de um mezanino com suíte. Aberturas zenitais e caiação branca aumentam a luminosidade interna. Na cobertura, há uma laje jardim.
EDIFÍCIOS COMERCIAIS OU DE ESCRITÓRIOS
ACIMA DE 4 PAVIMENTOS OU 500 M2
Fundação Habitacional do Exército
MGS + Associados
Dois blocos desnivelados entre si, conectados por uma rampa e separados por um átrio central, compõem o edifício de 27 mil m2 em Brasília. O projeto, que busca manifestar os princípios da robustez e da transparência, alia a tradição do concreto armado à rapidez de montagem dos componentes de cobertura, vedação, forro e piso.
ESCRITÓRIOS – INSTALAÇÕES E INTERIORES
Guedes Nunes Oliveira Roquim Advogados Associados
Piratininga Arquitetos Associados
O escritório de advocacia ocupa o último andar e a cobertura de um edifício assinado por Paulo Mendes da Rocha. Em 600 m2, ambientes privativos alternam-se com espaços abertos, respeitando as características arquitetônicas originais, como a laje nervurada e as calhas metálicas para instalações. Estruturas auxiliares de aço dão suporte a painéis de drywall e portas de correr.

RESIDENCIAL – CIDADE ATÉ 200 M2
Casa Cubo Ar.q 
Situada numa vila em São Paulo, a casa de 92 m2 conquista sua privacidade em relação aos vizinhos por meio da geometria. Um bloco cego de 3 x 3 x 3 m ocupa o recuo frontal e conforma um pátio integrado à área social, no térreo. Há também um jardim nos fundos, além de um escritório no meio nível 1,40 m abaixo da rua. 

RESIDENCIAL – CIDADE

DE 200 A 500 M2
Casa Osler
Studio MK27 
Releitura dos materiais e das técnicas construtivas da arquitetura moderna, esta casa de 270 m2 em Brasília organiza-se em dois blocos perpendiculares. No térreo, uma caixa de concreto e madeira, estão os quartos e a garagem. Ela ajuda a apoiar o volume superior (que, de resto, equilibra-se em pilotis), onde ficam a sala e a cozinha.

Casa Tangram
DOMO Arquitetos 
Um quebra-cabeça de origem chinesa inspirou a composição incomum desta moradia de 320 m2 na capital federal. A fachada discreta revela pouco do restante da construção, que possui um terraço no segundo pavimento, voltado para os fundos do terreno. Em uma das laterais, vários tipos de cobogós compõem as paredes.   
RESIDENCIAL – CIDADE
ACIMA DE 500 M2
Casa Domingos
Gil Carlos de Camillo Arquitetura 
O desejo do morador de ter acesso simultâneo à piscina e ao home theater pautou o projeto de 503 m2 em Campo Grande. Um terraço semi-interno insere a piscina no interior, além de organizar os ambientes ao seu redor. Voltada para o sul, esta face recebeu fechamentos de vidro, ao contrário da fachada principal, protegida da forte insolação por uma empena em balanço. 
DESTAQUES

INTERVENÇÃO URBANA
Tenda dos Autores Flip
Mauro Munhoz Arquitetura 
Erguida todos os anos para abrigar as conferências da Festa Literária Internacional de Paraty, esta estrutura metálica fechada com lona plástica é facilmente desmontada depois do evento – que faz parte de um projeto maior de revitalização urana e preservação do patrimônio histórico na cidade fluminense. 

EDIFÍCIOS INSTITUCIONAIS – EDUCAÇÃO

Escola Municipal de Astrofísica
Elito Arquitetos Associados 
Localizado no parque do Ibirapuera, em São Paulo, este prédio de 1961 teve recuperadas suas características originais, que mesclam influências da arquitetura moderna carioca e paulista. Acomodadas no subsolo, as novas áreas administrativas e pedagógicas não interferem na volumetria da construção, que é tombada. 
EDIFÍCIOS INSTITUCIONAIS – CULTURA
Projeto Viver
Forte, Gimenes & Marcondes Ferraz 
Moradores de uma favela paulistana usufruem deste edifício de 750 m2, que hospeda as atividades de uma associação dedicada à comunidade. Única área de convívio da região, a construção, implantada como uma praça em patamares, mantém-se aberta a ela. Em dias de show, os degraus transformam-se em arquibancadas. 
RESTAURANTES
Lá da Venda
Casa de Arquitetura 
Misto de loja e restaurante, com produtos artesanais e pratos inspirados na cozinha regional brasileira, este empório em São Paulo tem um ar bucólico. Materiais simples, como tijolo aparente, cobogós de diversos padrões e telas metálicas caracterizam o projeto de 250 m2. 
CONDOMÍNIOS RESIDENCIAIS
Conjunto Residencial Alexandre Mackenzie
Boldarini Arquitetura e Urbanismo 
25 prédios de quatro andares compõem este conjunto residencial de interesse social, que ocupa um terreno de 20 mil m2 na zona oeste de São Paulo. A implantação dos blocos configura áreas comuns e de lazer, e cada laje de cobertura transformou-se num solário. No térreo, há unidades para pessoas com mobilidade reduzida. 

RESIDENCIAL

Residência G+A
Stuchi&Leite Projetos 
O projeto recupera a essência da arquitetura original desta casa de 1961, assinada por Carlos Lemos e Eduardo Corona, e adequa seus espaços ao uso contemporâneo por meio da integração total da área social (internamente e com os jardins). Novos materiais, como a madeira e a pedra, não concorrem com o concreto original.
Veja mais http://casa.abril.com.br/arquitetura/
_____________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário