10 de dezembro de 2010

Arrigo Barnabé e Guga Stroeter com a Orquestra Heartbreakers

O Museu da Casa Brasileira, em São Paulo, traz um presente especial: apresentação dos curadores responsáveis pela programação ao longo do ano, no domingo (12), às 11h. 



A série Música no Museu 2010 traz o encontro dos curadores Guga Stroeter e Arrigo Barnabé, responsáveis pela programação ao longo do ano, para uma apresentação especial no domingo, 12 de dezembro, às 11h, no Museu da Casa Brasileira, instituição vinculada à Secretaria de Estado da Cultura.


Ao piano, Arrigo Barnabé (*foto) trará composições próprias e também de Lupicínio Rodrigues. Na sequência, Guga Stroeter & HB-Heartbreakers lançarão o CD “Emoções Baratas” (remontagem do musical Emoções Baratas de José Possi Neto), com releituras da obra do pianista compositor e arranjador do jazz norte americano Duke Ellington (1899-1974). 


**Guga Stroeter
A última vez que Arrigo Barnabé e Guga Stroeter trabalharam juntos foi no ano de 1986, quando Guga tocou Xilofone em uma das faixas do CD Cidade Oculta. Guga ressalta o sucesso desta parceria: “Em 2010 dividimos a curadoria do Museu da Casa Brasileira e encerraremos este ano maravilhoso com um evento único, trazendo um presente ao público que nos acompanhou durante o ano, pontua. 


A orquestra Heartbreakers foi criada em São Paulo no ano de 1987 por George Freire e Guga Stroeter. Desde então, vem realizando concertos em teatros, eventos e gravando álbuns com os repertórios de salsa, samba e jazz. Composta por Bibba Chuqui e Estela Cassilatti (vocais), Gê Ribeiro (trompete), Ivan Andrade (sax alto e clarinete), Jorge Cirillo (sax tenor e clarinete), Anderson Quevedo (sax Barítono e clarinete) Emiliano Sampaio (trombone e guitarra), Guga Stroeter (vibrafone), Pepe Cisnero (piano), Gustavo Boni (baixo acústico), Luis André Gigante (bateria). 
Programação
Repertório Arrigo Barnabé ao piano: Orgasmo total (Arrigo Barnabé), Diversões eletrônicas (Arrigo Barnabé / Regina Porto), Sabor de veneno (Arrigo Barnabé), Clara Crocodilo (Arrigo Barnabé / Mário Cortes), Lenda (Arrigo Barnabé/Hermelino Neder/ Eduardo Gudin/ Roberto Riberti), Sinhazinha em chamas (Arrigo Barnabé), Prá São João decidir (Lupicínio Rodrigues/ Francisco Alves).

Repertório Guga Stroeter e Orquestra HB Heartbreakers: Wild man moore (Duke Ellington), I’m beginning to see the light (Duke Elligton, George, Hodges, James) A ain’t got nothing but the Blues (Duke  Elligton, George), Caravan (Duke Elligton, Irving Mills, Eddie de Lange), Tang (Duke Elligton) Brasiliance (Duke Elligton), I Ghot it Bad and that ain’t good (Duke Elligton/ Paul Francis Webster) It don´t mean a thing (Irving Mills/Duke Ellington). 

-Música no Museu é uma programação do Museu da Casa Brasileira que acontece todos os domingos, às 11h, com entrada gratuita. Para paulistanos e turistas, é uma oportunidade de apreciar música de qualidade, num ambiente de beleza e tranquilidade. As apresentações acontecem no terraço do Museu, diante de um jardim de 6.600 metros quadrados.

Sobre Guga Stroeter
Gustavo Cerqueira Stroeter nasceu em São Paulo, SP, em 15 de outubro de 1960. Formou-se em psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, mas desde os anos 80 profissionalizou-se como músico, tocando o vibrafone. 
No ano de 1987 participou da fundação do quinteto jazzístico Nouvelle Cuisine; e, com o saxofonista George Freire, criou a orquestra Heartbreakers. Desde então, Guga vem realizando projetos com essas duas formações, além de, como instrumentista, trabalhar ao lado de diversos nomes da MPB como Caetano Veloso e Rita Lee. Guga Stroeter é presidente da ONG Sambatá Música e Cultura. 
Sobre Arrigo Barnabé
Arrigo surge na cena musical brasileira, em 1979, quando recebe o 1° prêmio do Festival Universitário da TV Cultura, com a música “Diversões Eletrônicas” (parceria com Regina Porto). É professor de composição no departamento de cursos livres da ULM e idealizador e apresentador do programa Supertônica, na rádio Cultura FM, premiado em 2005 pela Associação paulista dos críticos de arte de São Paulo como Revelação de programa de rádio. Em 2006 recebe o prêmio de melhor trilha sonora do Festival de cinema da FIESP, pela música do loga “Doutores da alegria”. Recém terminou de compor “Caixa da música” e “Out of Cage” para o grupo de percussão “Drumming”, sediado na cidade do Porto em Portugal, que terão sua estréia mundial no T. N. São João em junho deste ano. Atualmente é artista-residente na Unicamp em São Paulo. Ainda em 2008 realiza a curadoria e direção artística de “Crisantemúsica”, uma série de recitais no Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo, evento comemorativo dos 100 anos da imigração japonesa no Brasil. Para essa série, Arrigo escreveu “Viver”, música para piano, violino, koto e guitarra elétrica, que terá sua première em 20 de maio.  
Patrocínio: Itaú BBA
Apoio: Demarest & Almeida Advogados e 
Fritz Dobbert
 
Serviço
Música no Museu –
Data: domingo, 12 de dezembro, às 11h. 
Duração: 70 min
Capacidade: 230 lugares
Entrada franca 
Local: Museu da Casa Brasileira – Terraço
Av. Brig. Faria Lima, 2705  Tel. 3032-3727   Jardim Paulistano
Site: www.mcb.org.br
*Foto do site musicaparanaense.blogspot.com
**Foto de catracalivre.folha.uol.com.br
_____________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário