18 de dezembro de 2010

A meia-noite de hoje o Palácio Iguaçu, edifício sede do governo do Paraná, será reinaugurado.

Show com os paranaenses Chitãozinho e Xororó e uma grande queima de fogos marcam a reinaguração depois de três anos de obras. Festa comemora 157 anos da emancipação do Estado do Paraná e os 56 de inauguração do Palácio Iguaçu.

                                                                 Foto de Jair Elias dos Santos JúniorO custo da reforma foi de R$ 31 milhões . Foram corrigidas  infiltrações e refeitos  as instalações elétricas, hidráulicas e o piso de mármore. A fachada foi toda reestruturada e o painel de entrada, desenhado por Poty Lazzarotto, também foi restaurado.Ao primeiro minuto do dia 19 de dezembro, será retirada a grande faixa que cobre a fachada do prédio. Muita gente se posicionou bem cedo na Praça Nossa Sra. de Salete, no Centro Cívico, para não perder um minuto das comemorações.PROGRAMAÇÃO
17h: Início da missa de Natal
18h: Missa celebrada pelo Arcebispo Dom Moacyr Vitti
19h30: Show do padre Reginaldo Manzotti
22h40: Show da dupla Chitãozinho e Xororó. 
23h40: Pronunciamento do Governador Orlando Pessuti 
00h01: Retirada da faixa e exposição da nova fachada do Palácio Iguaçu, acompanhada de show de fogos de artifício e descerramento da placa oficial com personalidades e autoridades.

                                        Interior ainda em obrasEsta foi a primeira reforma estrutural desde que foi construído, há 56 anos. A festa abre também as comemorações alusivas aos 157 anos de emancipação do Estado.
O Palácio Iguaçu, projetado em 1951, pelo arquiteto David Xavier de Azambuja 
 foi concebido como um dos edifícios que celebraram o centenário da emancipação política do Paraná, comemorado em 1953

. A inauguração aconteceu em 19 de dezembro de 1954, pelo governador Bento Munhoz da Rocha Neto, seu idealizador.




O show de Chitãozinho e Xororó, artistas nascidos em Astorga, no Paraná, foi escolhido pelo próprio governador Orlando Pessuti porque que a dupla sempre divulgaram o nome do Estado será um dos pontos altos da programação. 



O governador convidou dezenas de autoridades para a solenidade de reinauguração do Palácio Iguaçu.  Governadores de vários Estados, senadores e prefeitos de todo o Paraná são aguardados na festa de hoje à noite.*Um pouco de história
                                              *JK e o governador Bento Munhoz


*O presidente Café Filho e o governador Bento Munhoz da Rocha


*Fotos: acervo de Jair Elias dos Santos Júnior
Segundo matéria de jornal Gazeta do Povo (por Sandro Moser), o edifício do Palácio Iguaçu é considerado um símbolo da integração e da modernização cultural do Paraná.O palácio foi construído na mesma época em que o Centro Cívico foi criado. Um projeto que reuniu em uma mesma área edificações de todos os poderes – Legislativo, Executivo e Judiciário – e que teria encantado e inspirado o futuro presidente da República, Juscelino Kubitschek a construir Brasília.
Para o professor de História do Brasil da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Carlos Antunes Filho, a construção do palácio e a idealização do Centro Cívico representam um momento de “euforia modernizante” que o estado experimentou em meados do século passado.O projeto do arquiteto carioca David Azambuja é considerado um dos grandes marcos da escola modernista em todo o Brasil. O arquiteto e historiador Irã Dudeque, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), afirma que essas construções foram erguidas para celebrar o centenário da emancipação política do estado e também procuravam mostrar ao Brasil que o estado estava se reinventando. “A arquitetura modernista delas é reveladora nesse sentido”, avalia.“É inegável que a construção do Centro Cívico influenciou a construção de Brasília al­­guns anos depois”, afirma Dude­que. A inauguração do Palácio Iguaçu foi marcada pela visita do então presidente João Café Filho.________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário