11 de março de 2011

Neve curitibana é tema de filmes em cartaz na Cinemateca


Adriano Justino mostra a surpresa e euforia que tomaram conta dos curitibanos na manhã do dia 17 de julho de 1975:  um belo e raríssimo dia de neve.  No dia seguinte, depois da euforia,  a tristeza com a geada.


Um dos fatos que marcaram o ano de 1975 na memória curitibana foi a neve que transformou Curitiba em cartão postal europeu.


Programação comemorativa ao 318º aniversário de Curitiba.


A Cinemateca de Curitiba apresenta dois documentários sobre um inverno inesquecível em Curitiba: o de 1975. Adriano Justino mostra a surpresa e euforia que tomaram conta dos curitibanos na manhã do dia 17 de julho de 1975. Sob flocos brancos que caíam desde a madrugada, eles contemplavam a força e beleza da natureza: era um belo e raríssimo dia de neve. 
Naquela quinta-feira, os moradores da capital paranaense brincaram e se esbaldaram. Não imaginavam que no dia seguinte um cenário terrível passaria a assombrar os paranaenses a partir daquela manhã de 18 de julho de 1975. A economia do estado, ainda vinculada à produção cafeeira, viveria seu pior pesadelo. 

Se na noite anterior o Paraná dormira deslumbrado com a rara neve que caíra sobre a capital, no dia seguinte acordara com os efeitos catastróficos da "geada negra" - que destruiu pela raiz todos os cafezais do estado - o mais duro golpe experimentado pela economia do Paraná. 

Serviço
“O Dia da Neve” e  "Geada Negra"
Cinemateca de Curitiba (Rua Carlos Cavalcanti, 1.174), dentro da programação comemorativa ao 318º aniversário da cidade.
Os filmes têm classificação livre.

Ingresso: R$5,00 (inteira), R$2,50 (meia) e R$1,00 (aos domingos)
Data(s): 11/03/2011 a 17/03/2011.
Horários: às 15h45, 18h e 20h. Dia 11, sessão comentada às 20h Dia 15, sessão somente às 15h45

_______________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário