1 de abril de 2011

“Vivemos um momento crítico”, afirma o maestro Roberto Minczuk sobre a OSB à BRAVO!

Nas bancas, a Bravo! traz entrevista exclusiva com o maestro que implantou controle de qualidade na Orquestra Sinfônica Brasileira - OSB.

A BRAVO! deste mês traz com exclusividade uma entrevista com o maestro Roberto Minczuk, responsável por implantar um controle de qualidade na Orquestra Sinfônica Brasileira, a OSB. No mês passado, instrumentistas do conjunto trocaram as fotos de seus perfis no Facebook, por uma tarja preta e protestaram contra a decisão do diretor artística e regente titular que convocou os músicos para audições de avaliação.
Em entrevista, Minczuk afirmou que a decisão de audições serve para valorizar os músicos e que outras orquestras do mundo também adotam tal atitude. Eles irão receber um feedback com base em relatórios feitos por uma equipe competentíssima, com especialistas de algumas das melhores orquestras do mundo – entre elas, a Concertgebouw, de Amsterdam, a Gewandhaus , de Leipzig, e a orquestra da rádio de Frankfurt. Essas avaliações visam levar a OSB a outro patamar, em que os músicos e a orquestra serão valorizados.
Ao ser questionado se a OSB vive hoje uma crise, Minczuk revela que é um momento crítico sim, mas não único. “Vivemos um momento crítico, mas todos os grandes conjuntos sinfônicos do mundo passaram por isso”.
A entrevista completa está na BRAVO! já nas bancas.
 BRAVO! 2:  As paixões avassaladoras de Borges        
A BRAVO! deste mês traz  também uma matéria especial sobre as grandes paixões de Jorge Luis Borges: Norah Lange e Estela Canto. Foram essas duas mulheres - independentes para o padrão de suas épocas - que fizeram que Borges, um homem inábil para lidar com os próprios sentimentos, sofresse terrivelmente, e deixasse que tal sentimento respingasse em suas obras.
Norah tinha ancestrais dinamarqueses, era ruiva, de pele clara, e usava vestidos leves. Independente, escrevia poesia, participava de tertúlias e recebia amigos literatos em casa. Já Estela Canto, era magra, morena, possuía olhos perscrutadores, um sorriso irônico, inteligência finíssima, atuava como jornalista e queria consolidar-se como escritora. Ambas o abandonaram. 
___________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário