3 de outubro de 2011

Destaque da nova geração do violão clássico, Ricardo Marçal se apresenta no Museu Guido Viaro, em Curitiba



Dia 07 de outubro (sexta), das 20:00 às 21:00, dentro do projeto Música no Museu.
Considerado um dos destaques da nova geração do violão clássico brasileiro pelos programas “Música e Músicos do Brasil” e “Violões em Foco”, ambos da Rádio MEC-FM, Ricardo Marçal (28) é Bacharel em Música pela UFMG na classe do professor Fernando Araújo e foi bolsista do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão em suas duas últimas edições.
 A convite do Maestro Oscar Ghiglia tem se aperfeiçoado nos cursos anuais de verão da Accademia Musicale Chigiana de Siena, na Itália, e prossegue seus estudos regulares como aluno particular do aclamado violonista Fábio Zanon. Como solista sua agenda inclui, somente até o final de 2011, apresentações por Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia e São Paulo, além de recitais na Argentina e Uruguai.
 Em 2007 venceu o “VIII Concurso Jovem Músico” do BDMG Cultural, que o convidou a realizar o concerto de abertura da tradicional série de mesmo nome, no Palácio das Artes. É membro do quarteto de violões “Corda Nova” que, com um repertório de obras contemporâneas especialmente comissionadas, realizou uma série de concertos em Belo Horizonte e se prepara para uma turnê por Minas Gerais. 
No momento está realizando um ciclo de 9 recitais pelos Centros Culturais da Prefeitura de BH, com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, alcançando surpreendente repercussão junto à imprensa e ao público. Paralelamente, está montando uma sequência de concertos com o Quarteto Barros – um projeto aprovado pelo Fundo Estadual de Cultura que resgata o repertório de obras originais de importantes compositores do século XIX para quinteto (violão e quarteto de cordas) – e elabora a criação de uma série dedicada à música de câmara no município mineiro de Contagem. (8/2011).

Programa:


Giulio REGONDI
(1822-1872)

-Etude Nº 8: Allegretto con moto (cc. 1854)

Manuel PONCE (1882-1948)

- Sonata Mexicana (1923)
I. Allegro moderato
II. Andantino Affettuoso
III. Intermezzo. Allegretto in tempo di serenata
IV. Allegretto un poco vivace

Isaac ALBÉNIZ (1860-1909)

- Capricho Catalán, Op. 165, n. 5 (1890)
- Torre Bermeja (Serenata), Op. 92, n. 12 (1888)

Francisco MIGNONE (1897- 1986)

- Três dos 12 Estudos para violão (1970)
Nº 4 – Allegro Scherzoso
Nº 11: Spleen – Andante
Nº 9 – Allegro Moderato

Endereço

Museu Guido Viaro
Rua XV de Novembro, 1348 Curitiba
Entrada Franca
____________________________________________________________________________


Nenhum comentário:

Postar um comentário