3 de outubro de 2011

Lua Cambará - A assombração que passa

Heroína da mitologia do sertão cearense, o drama musical Lua Cambará será encenado pela Associação Aria Social, no  Theatro José de Alencar, em Fortaleza, Ceará.

*Fotos 

 



Baseado num conto da tradição oral, a história de Lua Cambará ganha nova montagem pelo Aria Social, na comemoração dos vinte anos de estréia do espetáculo musical.
Com música interpretada ao vivo, por bailarinos que dançam e cantam como na tradição grega e do teatro popular, o espetáculo

assombra pela revelação de beleza, fascínio e poder da história que narra.
Tendo como argumento o texto original de Ronaldo Correia de Brito - trabalhado em parceria com Assis Lima - e a música de Antonio Madureira, a nova montagem com quarenta jovens veicula dança, música e interpretação numa mesma linguagem cênica.

Heroína trágica do sertão





Lua Cambará é uma heroína trágica da mitologia do sertão cearense. Filha mestiça de um coronel branco com uma escrava, ela nega seu lado negro, perseguindo e maltratando sua gente e semeando ódio e destruição.

Lua Cambará nunca conheceu o amor, embora ardesse por um homem e fosse desejada por muitos. Morre em meio à dor e o desespero. Depois de morta, vaga pelo mundo na companhia de um cortejo de almas penadas como ela. Sem merecer um repouso, encanta e assombra as noites sertanejas. 
"
- Quem vem lá? - perguntam.
- É Lua Cambará que segue seu destino de alma penada - respondem do cortejo.

Sua história, sua morte
Pena e sorte, ai de mim...
Uma assombração que passa
Sem princípio, meio e fim."


Aria Social 
O Aria Social é uma associação sem fins lucrativos, criada em agosto de 2004, para atender crianças e jovens de comunidades de baixa renda e vulnerabilidade social de Recife e Jaboatão dos Guararapes, tais como Ipsep, Ibura, Muribeca, Marcos Freire, Prazeres, Cajueiro Seco, Jardim Piedade, entre outras.
Fruto da iniciativa da bailarina Cecilia Brennand, o ARIA SOCIAL surgiu do desejo e da necessidade de democratizar a arte pelo que ela tem de força transformadora, de potencial educativo, de anteparo ao fortalecimento da auto-estima e de propulsora da criatividade, tornando-se assim um acessível instrumento de formação e transformação humana.
Mantém uma média de atendimento anual de aproximadamente 420 educandos, entre 4 a 25 anos, de ambos os sexos, em oficinas de formação continuada em dança, música, percussão e capoeira, oferecendo ainda atividades complementares para o fortalecimento do ensino escolar formal, além de benefícios como transporte, alimentação, uniforme e todo material artístico necessário para o desenvolvimento pleno de suas habilidades.
Grandes produções de montagem e circulação de espetáculos são frutos das oficinas de formação continuada e possibilitam a divulgação do trabalho realizado, trazendo para instituição e para os nossos bailarinos o reconhecimento artístico, conforme projeto apresentado em seguida.
Serviço
Lua Cambará
Local: Theatro José de Alencar
Dia: 05/10/2011
Horário: 20:00h
Ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 Meia( idosos acima de 60 e estudantes com carteirinha)

*Fotos Fernando Azevedo e Sebastião Lucena
____________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário