3 de novembro de 2011

Intervenção urbana: coletivo de artistas faz a pintura de 25 portas durante a Virada Cultural


A partir das 14h do dia 5 de novembro (sábado), 25 artistas plásticos e designers iniciam uma proposta inédita de intervenção urbana na Praça Tiradentes, no centro de Curitiba.
Vinte e cinco portas estarão dispostas em círculo no meio da praça e a cada hora, até às 14h do dia seguinte (domingo), um artista entra em cena para utilizar uma delas como suporte para sua obra de arte. Os trabalhos serão depois leiloados pela Fundação de Ação Social e os recursos revertidos para os programas sociais da Prefeitura.
A proposta foi concebida em conjunto pela Coordenação de Artes Visuais da Fundação Cultural de Curitiba e pelo Coletivo de Artistas Mucha Tinta. A ideia também foi encampada pela Fundação de Ação Social, que está confeccionando as portas em sua marcenaria. No dia da Virada, as portas serão levadas para a Praça Tiradentes, pintadas pelos artistas e devolvidas à FAS para um leilão.
“A FAS está sempre pronta para colaborar com ações culturais, pois reconhece que um evento como esse é fundamental para promover a integração da cidade”, diz a presidente da Fundação de Ação Social, Marry Ducci. Para a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Roberta Storelli, “a proposta tem tudo a ver com o tema da Virada (Viva a Cultura da Paz), na medida em que concilia arte e solidariedade”.
De acordo com a produtora e coordenadora do Coletivo Mucha Tinta, Giusy de Luca, as portas estão sendo feitas de forma primorosa pelos artífices da Prefeitura. “Inicialmente havíamos pensado no uso de tapumes como suporte para as obras, mas depois optamos pelas portas por sua utilidade, o que garante que o trabalho artístico não se perca”, diz Giusy de Luca.
A coordenadora do Mucha Tinta destaca também o aspecto social agregado à proposta, o que valoriza ainda mais o empenho dos artistas que cederão gratuitamente os direitos sobre as obras. “Os artistas terão total liberdade para criar e utilizar técnicas diversas, produzindo suas pinturas sob o olhar do público da Virada”, afirma.
Artistas e horário das intervenções
A intervenção reunirá artistas de Curitiba e dos estados de São Paulo Rio de Janeiro e Santa Catarina. A sequência das intervenções é a seguinte: Renato Faccini (14h), Celestino Dimas (15h), Rômolo (16h), Diogo César (17h), Guilherme Caldas (18h), Jorge Galvão (19h), Thiago Syen (20h), Mikimba (21h), Francisco Gusso (22h), Guilherme Santana (23h), Fernando Rosenbaum (00h), Olho Wodzynski (01h), David Heal (02h), Juliano Domingues (03h), DW Ribatski (04h), Bozo Krusty (05h), Eduardo Berbel (06h), Etiene Pellizari (07h), Fernando Franciosi (08h), Mariana Zarpellon (09h), Denise Kim (10h), Rimon Guimarães (11h), Thiago Mild (12h), Fred Freire (13h) e Café (14h).
____________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário