11 de novembro de 2011

Museu da Casa Brasileira recebe Rogério Botter Maio Trio



No dia 13 de novembro, Trio apresenta repertório novo, com arranjos surpreendentes para composições do cancioneiro brasileiro em versão instrumental


Com repertório marcado pela fusão de ritmos brasileiros, como xaxado, frevo, choro, samba e baião, com o jazz e com a música sul-americana, o Rogério Botter Maio Trio se apresenta no próximo dia 13, domingo, às 11 no Museu da Casa Brasileira – instituição da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. O show faz parte do programa Música no Museu – série Momentos Especiais, organizada pela produtora cultural Carmelita Moraes.
 
Acompanhado por jovens talentos, o contrabaixista Rogério Botter Maio executa composições do CD Desde Sempre, em fase de produção, além da releitura de canções dos álbuns Crescendo (1996), Aprendiz (2000), Prazer da Espera (2006) e Tudo por um Ocaso (2009), com arranjos inovadores para peças do cancioneiro brasileiro em versão instrumental. A mudança no programa do show marca também a nova formação do trio que tem Fábio Leandro no piano e voz, e Vinícius Gomes no violão, guitarra e gaita.
 
Desde 1995, Rogério Botter Maio apresenta-se regularmente na Europa com sua própria banda ou participando de outros projetos. Músico e produtor, ingressou em 1984 no curso de música da UNICAMP. Entre 1987 e 1989, estudou jazz e música erudita na Hochschule für Musik, em Graz, na Áustria. Por um ano viveu em Roma onde atuou como músico em O Poderoso Chefão III. No ano seguinte, morou em Paris até ganhar uma bolsa de estudos, em 1991, para a Berklee College of Music, em Boston, nos EUA. De 1992 a 1997 viveu em Nova York, cidade em que se apresentou com Paquito d'Rivera, Leny Andrade, Lionel Hampton, entre outros.
 
Sobre os músicos
 
Rogério Botter Maio - Baixista acústico/elétrico, compositor, arranjador e produtor. Gravou, nos Estados Unidos, com Gerry Mulligan & Jane Duboc, com Manfredo Fest, com Naná Vasconcelos e com o trio Transition (Dom Salvador e Duduka da Fonseca). Em 2004 tocou com seu grupo no Indonesia Open Jazz. Entre outros, atuou com Duo Fel, Danilo Caymmi, Hermeto Pascoal, Jair Rodrigues, Orquestra Popular de Câmara, Soundscape Big Band, Ná Ozzetti e com Dom Salvador (Chivas Jazz 2003). Gravou no CD de Nelson Ayres com quem tocou regularmente por 6 anos.  Em 1996 grava nos EUA o CD Crescendo com participações de Cláudio Roditi, Romero Lubambo e Jane Duboc entre outros. Em 2000 lança o CD Aprendiz com participações de Filó Machado, Teco Cardoso e Léa Freire. Em 2006, o CD Prazer da Espera com participações de Proveta, Teco Cardoso. Membro do trio de Nelson Ayres de 1999 a 2005. Volta à Europa de 2005 a 2008 onde grava o CD Tudo por um ocaso lançado em 2009. Mantém ativas três diferentes formações e escreve sua composições para grandes formações. Em 2010 faz duas turnês pela Argentina com seu próprio trio e com o projeto que homenageia Tom Jobim e Vinícius de Moraes junto à cantora Ana Paula da Silva e volta à Espanha para apresentar seu mais recente CD.
 
Fábio Leandro (piano e escaleta) - Em 1997, iniciou seus estudos na Universidade Livre de Música Tom Jobim, onde estudou harmonia, piano, história da MPB, arranjo, orquestração e prática de grupo. De 2004 a 2006 ingressou a Orquestra Tom Jobim, regida por Roberto Sion. Em 2005, ainda na Orquestra Tom Jobim, participa do concerto em homenagem Na metade de 2005 se apresenta com a cantora francesa Manu Le Prince (França). Integra a Banda Bissamblazz. Em 2007, atua no grupo do saxofonista Roberto Sion Os Caras e o Coroa. Em 2008, começa a tocar com o cantor Filó Machado com shows pelo Brasil e Espanha. Em 2009, com o a banda Bissamblazz grava o disco Nativ. Em 2010, atua como produtor musical e pianista do disco Muito Prazer da cantora Keila Abeid. Grava com a banda Projeto Coisa Fina CD em homenagem ao maestro Moacir Santos. Com esse disco a banda foi levada a participar do Savassi Festival, Belo Horizonte (MG) e no Perc Pan, Salvador (BA). Participa do Barquisimeto Jazz Festival (Venezuela) com Filó Machado.
 
Vinícius Gomes (violão e gaita) - Violonista, guitarrista, compositor e arranjador, já tocou ao lado de nomes como Roberto Menescal, Jair Rodrigues, Joyce, Carlos Lyra, Theo de Barros, Francis Hime, Marcos Valle, Renato Braz, Claudete Soares, Helio Delmiro, Eduardo Gudin e Guinga. Atuou como solista com a orquestra Tom Jobim, dirigida por Roberto Sion, da qual fez parte durante dois anos. Tocou também ao lado de Robertinho Silva, Oswaldinho do Acordeon, Thiago Espírito Santo, Nenê (Baterista), Vinícius Dorin, Spock, Banda Jazzco (com quem gravou o CD Fevereiro), Mateus Sartori, Bia Góes e Ilana Volcov, entre outros. Integra a Banda da Patroa (liderada pela pianista Silvia Góes) e o grupo do contrabaixista Rogério Botter Maio. Foi compositor, arranjador e instrumentista do grupo Bambu (SP), se apresentando em festivais ao lado de Maria Schneider, Mario Adnet, Julliard Jazz Artist Ensemble, Banda Mantiqueira e Pau Brasil. Foi colunista de revista Violão Pró entre 2005 e 2007, além de realizar diversas trilhas publicitárias e para novelas. Trabalhou em montagens brasileiras de musicais da Broadway como Hairspray e Gaiola das Loucas, além do espetáculo de circo Universo Casuo (ex-Cirque Du Soleil). Atualmente é mestrando em música pela USP.
 
REPERTÓRIO
- Desde sempre (Rogério Botter Maio)
- Pra cá de Marrakesh (Rogério Botter Maio)
- Ser e estar (Rogério Botter Maio)
- Ano novo (Rogério Botter Maio)
- Assis (Rogério Botter Maio)
- The Other “One” (Rogério Botter Maio)
- Crescendo (Rogério Botter Maio)
- Valsa curitibana (Rogério Botter Maio)
- Devagar com o andor! (Rogério Botter Maio)
- Sobre o silêncio (Rogério Botter Maio)
- Fuga fugaz (Rogério Botter Maio) 
- Morte de um deus do sal (Roberto Menescal)
- A saudade mata a gente (Antônio Almeida e João de Barro)
- Cor do Pecado (Bororó)
 Serviço
Música no Museu – Rogério Botter Maio Trio
Data: 13 de novembro, às 11h
Apoio: Fritz Dobbert, Cerâmica Atlas, Ceres Brasil e Brooklin Music
 
Local: Museu da Casa Brasileira
Endereço: Av. Faria Lima, 2705 - Jardim Paulistano
Contato: (11) 3032-3727
Ingresso: Grátis
Acesso a portadores de deficiência física.
 
Visitas orientadas: (11) 3032-2564 /agendamento@mcb.org.br
Estacionamento: Domingo: preço único de R$ 15,00.
Bicicletário com 20 vagas
 ____________________________________________
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário