11 de abril de 2012

Da exposição "Do Art-Nouveau ao Art-Déco" à temporada lírica 2012 com Pigmalião

Mostra apresenta um conjunto de 150 joias e 100 objetos da coleção Bertha Krasilchik, com curadoria de Denise Mattar.






O Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro inaugura no dia 16 de Abril às 19h30 a exposição Do Art-Nouveau ao Art-Déco reunindo joias e objetos da coleção Bertha Krasilchik, com curadoria de Denise Mattar.
A mostra será apresentada nas vitrines temporárias da Galeria de Valores situada no 4o andar, espaço permanente do CCBB-RJ dedicado à apresentação da coleção de cédulas e moedas do Banco do Brasil. Do Art-Nouveau ao Art-Déco permanecerá em cartaz por 6 meses, até 30 de Setembro, inserindo-se dentro da proposta do Centro Cultural Banco de Brasil de oferecer mostras que permitam atender não apenas ao público comum mas também ao público escolar cuja visitação exige mais planejamento.

Paralelamente a exposição traçará um panorama do movimentos Art-Nouveau e Art-Déco no Brasil, com destaque especial para os prédios desses estilos existentes na cidade do Rio de Janeiro ( Confeitaria Colombo, Confeitaria Cavé,  Cristo Redentor, Prédio da Central do Brasil, Edifício Itahy, Cine Roxy, Edifício Itaoca, entre outros). Artistas como Brecheret, Vicente do Rego Monteiro, Ismael Nery, Warchavchik, John Graz, Regina Graz, Antonio Gomide e Flávio de Carvalho que flertaram com o Art-Déco também serão apresentados.
Serviço
Do Art-Nouveau ao Art-Déco
De terça a domingo 
De 16 de abril a 30 de setembro
Entrada franca
4° andar
Temporada lírica 2012 com Pigmalião 

O Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro abre a abre a temporada lírica 2012 da cidade e traz a primeira montagem brasileira da obra do compositor Jean-Philippe Rameau: Pigmalião.

 A produção reúne na direção do espetáculo dois nomes de peso: o cravista Marcelo Fagerlande, idealizador e diretor musical do projeto, e a coreógrafa Márcia Milhazes, responsável pela direção cênica. 

A montagem inédita da obra de Jean-Philippe Rameau reúne dança contemporânea com música barroca.  O espetáculo conta com instrumentos de época – como cravo, oboé barroco e violas da gamba –, oito músicos, quatro cantores líricos e três bailarinos da Márcia Milhazes Companhia de Dança. O premiado tenor André Vidal vem de Brasília, convidado especialmente para viver o protagonista Pigmalião. Já as cantoras Luisa Suarez (Estátua), Paloma Lima (Céphise) e Carol De Comi (Amor) foram selecionadas para os papéis por audição no final do ano passado para a qual se inscreveram 28 candidatas de todo o Brasil.
Serviço
Pigmalião
12 de abril a 13 de maio
De quinta a domingo, às 19h,
Teatro II
Ingresso - R$6.

Nenhum comentário:

Postar um comentário