13 de abril de 2012

Seattle Art Museum apresenta o projeto comissionado de Sandra Cinto para o Olympic Sculpture Park.


É a primeira vez que um artista brasileiro fará uma exposição no SAM, considerado um dos maiores museus da Costa Oeste Americana, um momento de importante visibilidade para a arte brasileira. O Olympic Sculpture Park abriga obras permanentes dos artistas Louise Bourgeois, Alexander Calder, Richard Serra, Claes Oldenburg, Mark Dion, entre outros. Foi aberto ao público em 2007

Sandra Cinto . Encontro das Águas [Encounter of Waters] . Work in Progress

A Casa Triângulo anuncia que o Seattle Art Museum inaugura no próximo dia 14 de abril a instalação de Sandra Cinto, concebida especialmente para o espaço arquitetônico do Olympic Sculpture Park Pavilion, intitulada Encontro das Águas
Em Encontro das Águas, o desenho de um mar tempestuoso em escala monumental nas paredes interna e externa do pavilhão e a presença de um barco/escultura de madeira em escala real no interior do espaço expositivo, sugerem ao observador a condição de um náufrago à deriva. Ao justapor no barco a imagem do desenho encontrado da balsa construída pelos náufragos a partir dos destroços da fragata da Medusa em 1816, tragédia pintada por Theodoré Géricault, Sandra Cinto estabelece uma metáfora sobre os desastres da sociedade contemporânea, propondo uma reflexão sobre resistência e capacidade de redenção. Os desenhos da artista são realizados no local, possuem um caráter intimista e efêmero. Demandam horas, dias, semanas, num processo de imersão, silêncio e resistência, que estabelecem um contraponto à velocidade do tempo presente. Marisa C. Sánchez, Curadora Associada de Arte Moderna e Contemporânea do SAM e curadora deste projeto, diz: "A água cura e nutre, mas também consome e destrói. Estar em frente à instalação gigantesca de Sandra Cinto nos faz lembrar dessas qualidades que se opõem: água como renovação e destruição. Os desenhos de Cinto são fascinantes. Revelam sua crença no poder da arte para transformar vidas cotidianas." Esta exposição é organizada pelo Seattle Art Museum, com apoio da The Paul G. Allen Family Foundation. www.seattleartmuseum.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário