16 de maio de 2012

Atelier UM+D cria instalação para Universidade Positivo mesclando arte e arquitetura


Instalação [Des]dobrar
           
Um comentário sobre o desdobramento do espaço. Essa é a ideia que a instalação [Des]dobrar, criada pelo Atelier UM+D, em parceria com o curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Positivo pretende transmitir para quem passar pela universidade.
            A estrutura foi construída com dezenas de totens espelhados em aço inox, posicionados ao lado do Bloco de Arquitetura e que se movimentam conforme a passagem de pessoas, através de motores e sensores automatizados. O trabalho relaciona arquitetura e arte, transmitindo uma experiência sensorial única!
            A concepção e o projeto arquitetônico foram feitos pelo Atelier UM+D: Gustavo Utrabo, Pedro Duschenes, Juliano Monteiro, Ernesto Bueno, Lucas Issey e Hugo Loss (sociólogo). Já a estrutura foi desenvolvida pelo engenheiro Ricardo Dias e a produção cultural foi de Wellington Gutti. Também participaram do projeto os professores da Universidade Positivo Gisele Pinna, Adriano Dorigo, Alexandre Ruiz e Haraldo Freudenberg, e os alunos Bruna Fabre, Eduardo Witt, Gabriela Casagrande, Marcelo Loro e Marcela Furtado.
“Nossa intenção é mostrar que não existe uma alternativa única e sim a multiplicidade de escolhas e soluções”, afirma Gustavo Utrabo. O projeto cria uma experiência singular com o intuito de abrir a percepção do visitante à multiplicidade de realidades transitórias e conexões possíveis. A interatividade na obra visa ressaltar como a percepção é um processo ativo no qual o sujeito constrói e é construído pelo mundo a sua volta. O visitante não é um espectador neutro, ele deve poder influenciar diretamente sua própria experiência e a dos outros e ter consciência do espaço que o cerca. “É uma pausa para olhar ao redor, uma visão crítica do cotidiano”, explica Pedro Duschenes.
Os arquitetos responsáveis pela obra afirmam que a própria arquitetura é influenciada por vários outros campos de conhecimento, como a ciência, economia, política, filosofia e arte. “E passeando pela instalação, conforme a luz do dia e o movimento dos totens, as pessoas serão afetadas por essas conexões momentâneas”, diz Juliano Monteiro.
            A instalação [Des]dobrar pode ser vista a partir do dia 16 de maio, na Universidade Positivo. A entrada é gratuita. Para marcar a abertura da visitação, os arquitetos do Atelier UM+D farão uma palestra na Universidade, dia 16 de maio, às 10h.

Serviço:
(41) 3095 4222
R. Trajano Reis 40, cj 12
Curitiba - PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário