21 de agosto de 2012

Mundo fashion inspira a exposição E(FEMME)RA



Sensualidade, religião e androginia marcam a mostra, inaugurada durante a Design Weekend 2012, a partir de 23 de agosto, na Urban Arts

Para saber de qual artista é cada uma dessas obras vá ver a exposição. Vai valer a pena!

 








O mundo feminino, urbano, sexy — e principalmente, fashion — marca a exposição E(FEMME)RA, que acontecerá entre os dias 23 de agosto e 1º de setembro, na galeria Urban Arts, em São Paulo. Os artistas Camila do Rosário, Fabiana Queiroga, Sabrina Eras e Zé Otávio expõem quadros, desenhos e obras mistas que oferecem olhares distintos sobre o tema — mas igualmente arrebatadores e complementares.

Sabrina Eras, 33 anos, investe em retratos de figuras femininas ousadas e coloridas, que chamam a atenção pela mistura de referências burlescas e fashionistas, passeando muitas vezes pelo universo da fantasia. E mais: ela consegue um resultado atordoante utilizando traços propositadamente infantis, mas impregnados de sensualidade. “Sempre gostei de desenhar mulheres mais sensuais, mas meu traço era extremamente infantil, pois comecei ilustrando livros para crianças. Mas com muita pesquisa, cheguei a um estilo que remete ao burlesco, rococó, a uma sensualidade mais fofa, com rendas e esse tipo de coisa. E é esse contraste que me agrada”. A artista, que participará da mostra, teve inicialmente, como referência, Egon Schielli e Gustav Klimt. “Quando vi suas obras, me deu um nó na cabeça. Percebi que poderia enriquecer meu trabalho e não focar só na sensualidade. Mas, também posso citar Gil Elvgren, Junko Mizuno, Camille Rose Garcia, entre outros.” 

Já Zé Otávio, 28 anos, uniu moda com o gosto por fotografia para criar seus trabalhos. “Creio que minha vontade de pintar mulheres surgiu das aulas de modelo vivo. Gosto de olhar as pessoas na rua e da moda urbana. Uni todas essas paixões. Fashion, feminino, andrógeno e sexy ao mesmo tempo. Eu trabalho com técnica mista, aquarela com acrílica, nanquim, fitas adesivas, colagens, letraset, entre outros.” “O efêmero seria por causa do universo fashion que também é recorrente nos nossos trabalhos, algo que é feito para durar um curto período de tempo. Sei que nem eu nem as meninas fazemos nossa arte para durar um dia, mas é provocativo nesse sentido, que é o que, de certa forma, a arte pop e o Andy Warhol propôs no mundo das artes”, explica Zé.

Já o olhar que Camila Rosário lança sobre o mundo fashion surge por meio de “retratos que reúnem tanto o sagrado quanto o profano”. “Na maior parte de minha obra, a roupa aparece como suporte da fé, do pecado, da memória. Por meio dela, misturo símbolos místicos, mistérios, desejos, enquanto o corpo é a igreja”, reflete Camila.

“Nesta série intitulada sublimação, o grafite é explorado sutilmente aliado a técnicas enriquecedoras como os efeitos de colagem e fotomontagem, porém, a aquarela e o lápis de cor estão conferindo uma característica única aos trabalhos nessa minha nova fase”, conta Fabiana Queiroga, que tem referência latente na moda, e que cria croquis como peças de arte.

E(FEMME)RA será lançada com um descolado vernissage — como tradicionalmente acontece na Urban Arts —, com a presença dos artistas e convidados das áreas de arte, design, publicidade, moda e imprensa. O evento acontece no dia 23 de agosto, a partir das 19h.
A exposição faz parte do Design Weekend, conjunto de eventos que serão realizados, entre os dias 23 e 26 de agosto, na cidade de São Paulo. É uma virada cultural focada em arte, design, arquitetura e urbanismo, composta por eventos de diversos formatos, cursos, palestras, seminários, mostras, feiras, show — ou seja, várias ações de mobilização popular que vão trazer à cidade o tema design e suas conexões com arte, arquitetura, urbanismo e decoração.


Sobre a Urban Arts
Desde maio de 2009 em operação, o www.urbanarts.com.br, capitaneado por André Diniz, já se tornou uma referência no mundo da arte digital e ilustração. A primeira loja física da marca foi inaugurada em junho de 2011, na Rua Oscar Freire, 156 (Jardins, São Paulo, SP). A Urban Arts divulga e comercializa trabalhos de artistas, designers e ilustradores de talento. Toda semana, novas peças são apresentadas. Navegue no site ou visite a loja e inspire-se à vontade com a diversidade de artistas e estilos da galeria mais pop do Brasil. 
Além de quadros e pôsteres, a Urban Arts também comercializa adesivos de parede, skins para notebooks e celulares, sketchbooks, almofadas e jogos americanos.
Sobre Camila Rosário
Camila do Rosário é uma jovem ilustradora brasileira que busca elementos no mundo da moda para criar ilustrações com caneta esferográfica (Bic) como principal técnica e aquarela, além de colagens digitais. Seus retratos de figuras femininas ousadas e coloridas chamam a atenção pela sensibilidade e cores fortes. É com referências regionalistas e fashionistas que Camila do Rosário mostra – em trabalhos cheios de cor e feitos sob a precisão fina do traço – porque passou de estrela em ascensão para uma das promessas da arte plástica brasileira.

Sobre Fabiana Queiroga 
Desde cedo a arte e o design entraram na vida de Fabiana Queiroga. O papel e a tinta sempre estiveram presentes pois, quando criança, desenhar era seu maior prazer. Daí vem todo o universo lúdico de traços simples que envolve o trabalho da artista e designer.

O lúdico tem um universo que desperta emoções e em seu trabalho isso sempre foi marcante.
Suas referências mais ricas vêm de livros, das diversas culturas e misturas, emoções e acontecimentos ao seu redor. Seus traços inconfundíveis com formas delicadas, meio orientais, e quase infantis de rostos e corpos femininos sempre em movimento fazem com que o expectador crie experiências pessoais com o universo que a autora o envolve.


Sobre Sabrina Eras
Sabrina Eras nasceu em São José dos Campos, SP, e como a maioria dos artistas, desenha desde criança. Já trabalhou em várias agências e estúdios, mas foi quando decidiu ser ilustradora freelancer que realmente descobriu o que gostava de fazer. Desde então, tem trabalhos publicados em várias revistas e livros, em sua grande maioria, infantil. Seu traço pessoal tem influência de coisas mórbidas e sexy, mas nunca deixando de lado a delicadeza sempre presente em sua arte. Sempre em evolução, não se prende a uma técnica ou ao computador. Está sempre estudando, experimentando e testando materiais.

Sobre Zé Otavio
Estudou Design Gráfico na Belas Artes SP e tem sua base de estudo nos sketchbooks, onde faz as experimentações para o que esta por vir em sua arte. Abusa das cores primárias, colagens, fitas adesivas, linhas e o que o papel suportar e sempre explora temas como androginia, sexo e o urbano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário