13 de dezembro de 2012

Poeta da seca: centenário de Gonzagão comemorado no CCBB Rio


Foto: Mário Luiz Thompson. mpbnet.com.br
    Virtuoses a serviço do rei do baião
    Dias 13 e 15 de dezembro
     
    A preços populares, shows no CCBB-RJ focam o lado instrumentista de Luiz Gonzaga e reúnem os maiores sanfoneiros da nova geração no Brasil: Bebê Kramer, Kiko Horta e Marcelo Caldi
     
    Com shows a preços populares, os sanfoneiros Bebê Kramer, Kiko Horta e Marcelo Caldi – incluídos entre os melhores instrumentistas da nova geração brasileira – celebram o centenário de nascimento de Gonzagão nos dias 13 e 15 de dezembro (quinta e sábado), no Teatro III do Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro (CCBB-RJ), a partir das 19h (ingressos: R$ 6 a inteira e R$ 3 a meia).

    A mostra tem foco no lado virtuosístico do gênio da sanfona que reinventou o sertão, com o resgate de um repertório instrumental dos anos 1940, marcado por choros, valsas, mazurcas... um material que começa a ser revisitado pela trinca dos jovens instrumentistas do fole, cada qual com uma abordagem própria das músicas – e todos unânimes na reverência a Luiz Gonzaga como precursor da grande escola de sanfona existente no Brasil até os dias de hoje. 
    A mostra ainda inclui um bate-papo sobre a vida e a obra do rei do baião, com os escritores Jonas Vieira e Simon Khoury, autores do livro “Gonzagão e Gonzaguinha: encontros e desencontros”. O encontro está marcado para quinta, 13, às 19h, antes da apresentação do Duo Kiko Horta e Bebê Kramer.
     
    Programação:
     
    Bebê Kramer e Kiko Horta se apresentam juntos no dia 13/12 (quinta), a data do centenário de nascimento do rei, às 20h – dia em que o choro “13 de dezembro” (parceria de Luiz Gonzaga com Zé Dantas) será ouvido com um sabor especial. O Duo investe no lado autoral (Kiko aproveita para homenagear outro grande mestre da sanfona, Sivuca, com “Meu cumpádi Sivuca”) e, claro, entoa sucessos de Gonzaga como “Asa branca” e “Qui nem jiló”. Participação especial do violonista Luís Filipe de Lima.
     
    Marcelo Caldi, por sua vez, lança o disco e o livro de partituras “Tem sanfona no choro” (parceria Funarte e Instituto Moreira Salles), outra homenagem ao Gonzagão instrumentista, com a interpretação de peças como “Véspera de São João”, “Aquele chorinho” e “Sanfonando”, entre outros. O show tem a participação de Fábio Luna (percussão e flauta), Luís Barcelos (bandolim) e Nando Duarte (violão de sete cordas).
     
    O show “Tem Sanfona no Choro” será aberto por um coral de vozes entoando os três arranjos para temas gonzagueanos vencedores do concurso Brasil Vocal CCBB 2012: “Xamego” (arranjo de Edvan Rodrigues Moraes Junior), “Relógio baião” (de Marcelo de Souza Saboya Barros) e “Xote dos cabeludos” (de Guilherme Héus). Os cantores são Laura Lagub, Beth Dau (sopranos), Nayana Torres, Eliza Lacerda (mezosopranos), Karla Boechat (contralto), Marcelo Rezende, André Protasio (tenores), Leandro Vasques, Symô (baixos) e Fabiano Salek (percussão vocal).

    De 13 e 15 de dezembro (quinta e sábado)
    Teatro III
    19h
    ingressos: R$ 6 a inteira e R$ 3 a meia.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário