27 de maio de 2013

Filmes do "sábio do palco" Sotigui Kouyaté no Brasil


CCBB Rio e Cinemateca da Embaixada da França/Institut Français

apresentam

Sotigui Kouyaté

 Filmes inéditos quase nunca exibidos no país trazem o talento de um ator considerado excepcional em sessões únicas e gratuitas.

*Ele pertence a uma ilustre família de griots da tradição oral do antigo Império do Mali, incluindo genealogistas, cantores, atores, historiadores,
Pouco conhecido no Brasil, o ator e diretor teatral Sotigui Kouyaté tem no currículo o trabalho com o diretor e dramaturgo Peter Brook em terras brasileiras. 
Com o apoio da Cinemateca da Embaixada da França e da Cinémathèque Afrique do Institut Français, todo o talento e versatilidade do ator africano pode ser conferida nesta homenagem que apresenta cinco filmes de diretores como Mahamat Saleh Haroun, Rachid Bocharev e Christian Vincent.

O ator

* Fotos www.shadowandact.com
Seu nome significa o sábio do palco. Pertence a uma ilustre família de griots da tradição oral do antigo Império do Mali, incluindo genealogistas, cantores, atores, historiadores. Apareceu em mais de sessenta filmes e foi o ator favorito do diretor Peter Brook, tendo atuado em A Tempestade, Hamlet, consubstanciando o místico sufi Tierno Bokar.

Trabalhou em filmes de Bernardo Bertolucci, Amos Gitai, Jean-Claude Carrière e outros, e dirigiu uma versão de Antígona de Sófocles com o grupo Mandeka, trupe teatral que ele fundou em 1996.

De 1990 a 1996 Kouyaté excursionou pelos Estados Unidos e Europa como La Voix du Griot.

Em 2009, Kouyaté ganhou um Urso de Prata no Festival de Berlim por seu trabalho no filme de Rachid BoucharebLondon River.
Em 2010, morreu em Paris, um ano após uma doença pulmonar aguda.

                                                                  Foto  celebgreat.com 

Os filmes

 

A coragem dos outros

Le courage des autres (Burkina Fasso 1982). De Christian Vincent. Com Sotigui Kouyaté. Em cores/92’.


Num passado longínquo, no auge do comércio triangular, em algum ligar da África, um mercado da savana é atacado por cavalheiros africanos que se dedicam ao comércio de escravos.

Gênesis

La Genèse (Mali 1999). De Cheick Oumar Sissoko. Com Balla Moussa Keita, Sotigui Kouyate. Em cores/99’.

Inspirado no livro sagrado do GÃ ªnesis, este filme conta a luta de poder entre duas famílias: um cl ã de pastores liderado por Jacob e outro clã de caçadores liderado por seu irmão Esaú. Pego no fogo cruzado está seu primo Hamor, e sua tribo de agricultores.

Keïta! a Herança do Griot
Keïta! l'Héritage du Griot (Burkina Fasso 1995). De Dani Kouyaté. Com Abdoulaye Komboudri, Seydou Boro, Sotigui Kouyaté. Em cores/97’.

Enquanto dorme em sua rede, o contador de histórias Djeliba se v ê em uma missão em um sonho. Ele deixou a cidade e se estabeleceu no jardim de uma família de classe média moderna. Mabo, a crian ça da família, é rapidamente intrigado com o velho griot , que prometeu contar a história do seu nome. Um nome que evoca uma hist ória épica, a do fundador do Império de Mandinga, Sundiata Keita, o filho da mulher búfalo.

Little Senegal
(Alemanha, Argélia, França 2000). De Rachid Bouchareb. Com Karim Koussein Traore, Roschdy Zem, Sharon Hope, Sotigui Kouyate. Em cores/98 ’.

Apaixonado pela história de seu povo, Alloune que vive na África decide visitar as Américas à   procura dos descendentes de seus ancestrais, deportados como escravos, dois séculos atrás. Das plantações do Sul à Little Senegal, um bairro africano do Harlem, Alloune acaba encontrando uma prima distante, Ida, que ignora tudo de seu passado. Guiado pelo desejo de reunir sua família além dos séculos e fronteiras, e levado por seu envolvimento com Ida, ele encontra seu sobrinho Hassan, motorista de taxi clandestino, e sua noiva Eileen, grávida e esquiva; encontra tambà ©m Karim, disposto a tudo com Amalris para obter sua green card... No filme, aparecem enfim todas as contradições entre a América dos Negros e a África de seus antepassados.

Sotigui Kouyaté, um griot moderno
Sotigui Kouyaté, un griot moderne (Chade 1997). De Mahamat Saleh Haroun. Com Sotigui Kouyate. Em cores/58’.

Bamako, Julho de 1996. Sotigui Kouyaté retorna à sua cidade natal para o seu sexagésimo aniversário, depois de trinta anos de ausência.

Grade de programação

29.05 – quarta-feira
19h30 - A coragem dos outros (92’)

30.05 – quinta-feira
19h30 – Genesis (99’)

31.0 5-  sexta-feira
19h30 – Keïta! a Herança do Griot (97’)

01.06 – sábado
19h30 – Little Senegal (98’)

02.06 – domingo
19h –Sotigui Kouyaté, um griot moderno (58’)


SERVIÇO
Mostra Sotigui Kouyaté
Cinema I
Centro Cultural Banco do Brasil
Rua Primeiro de Março, 66 – Térreo
Rio de Janeiro  RJ
ENTRADA FRANCA
Realização: CCBB Rio
Parceria: Cinemateca da Embaixada da França/Institut Français e Cinémathèque Afrique

Nenhum comentário:

Postar um comentário