5 de maio de 2014

Exposição "O mundo do artista" comemora o dia do artista plástico, na Fundação Mokiti Okada, em Curitiba

O mundo na visão do artista

Universo tridimensional: instalações aéreas com interferências em globos suspensos, em diferentes técnicas, artistas mostram suas ideologias, percepção artística e contexto em que estão inseridos.

Exposição cultural em homenagem ao dia do Artista Plástico, 08 de maio, traz 16 artistas: Alani F. de Mello, Álvaro Wambier Junior, Carla Schwab, Eloir Jr., Felipe Sekula, Janete Fernandes, Janete Mehl, Junior Postai, Katia Velo, Kézia Talisin, Oswaldo Fontoura Dias, Suzana Lobo, Suzete Cidral, Tânia Leal, Waltraud Sekula e Wilma Vanessa Wambier.


A mostra é idealizada por Oswaldo Fontoura Dias, coordenador da exposição, cuja intenção é fazer uma reflexão sobre o papel que o Artista Plástico exerce nas questões inerentes ao dia a dia.




Os participantes da Mostra apresentam "uma visão artística sobre seu mundo através de interferências em globos suspensos, com diferentes técnicas, suas ideologias, percepção artística e contexto em que está inserido. Esta instalação aérea possibilita que as obras sejam observadas sobre todos os ângulos e seu conjunto forma através da diversidade da expressão artística presente, um universo tridimensional, onde a criatividade é o DNA da exposição".


Serviço:
Abertura: dia 8 de maio, das 18h às 20h30
Local: Galeria de Arte da Fundação Mokiti Okada
Rua: Manoel Eufrásio, 1400 - Centro Cívico – Curitiba - PR
Visitação: De 08 de maio a 08 de junho de 2014
Horário: segunda à sexta das 9h às 20h
Sábados das 9h às 18h

 8 de maio, dia do Artista Plástico
A data foi escolhida em homenagem ao pintor José Ferraz de Almeida Júnior, um dos artistas brasileiros mais importantes - século XIX. Nasceu em Itu (SP), no dia 8 de maio 1850. Aos 19 anos entrou para a Academia Imperial de Belas Artes, no Rio de Janeiro, onde foi aluno de Jules Lê Chevrel, Victor Meirelles e Pedro Américo. Em 1876, recebeu uma bolsa de estudos do Imperador dom Pedro II e seguiu para Paris, onde participou da exposição arte mais badalada da época, o Salon Offíciel dês Artistes Français. O pintor produziu cerca de 300 obras, e entre seus quadros mais famosos estão Violeiro, Picando Fumo e Caipiras Negociando, que retratam o dia a dia do homem do campo. Almeida Júnior morreu assassinado dia 13 de novembro de 1899, em Piracicaba (SP). Em 1950, 8 de maio foi oficializado como Dia do Artista Plástico Brasileiro.

Fonte: Livro: A origem de Datas e Festas 
Autor: Marcelo Duarte 
Editora: Panda Books

Nenhum comentário:

Postar um comentário