7 de julho de 2014

Morre o pintor Domício Pedroso

O pintor Domício Pedroso (Curitiba PR 1930  - 2014) morreu, nesta manhã, aos 84 anos, em Curitiba.




Conhecido como “o pintor das favelas”, Domício Pedroso foi aluno de Guido Viaro e participou de movimentos artísticos da década de 1950 que protestavam contra o academicismo imposto pelos salões de arte.



Atuante na história da arte do Paraná esse renomado artista faz parte de uma geração que fez história nas artes plásticas. Aluno de Guido Viaro, em 1949 Domício recebeu o seu primeiro prêmio, uma Menção Honrosa no II Salão da Primavera do Clube Concórdia. Participando ativamente dos movimentos artísticos da década de 50, Domício uniu-se aos artistas que lutavam contra os modelos acadêmicos e tradicionais que eram impostos aos salões de arte, e foi da inquietação dos jovens artistas em busca de novos rumos para a arte paranaense que surgiu o Centro de Gravura do Paraná.

Quando o Paraná deu os primeiros passos em direção à modernidade Domício não se manteve alheio a essa tendência, e as suas favelas, desse período, já mostravam cores fortes e contrastantes, formas mais simplificadas e o espaço definido por proximidade e afastamento dos elementos, sem se preocupar com perspectiva.
Em 1959, Domício embarcou para Paris com o objetivo de aprofundar os seus estudos e ver de perto a revolução provocada pelos movimentos de vanguarda na arte européia.



Em 1963, já de volta ao Brasil, é convidado para organizar o Centro Audiovisual da Secretaria da Educação e Cultura do Estado do Paraná, ocupando o cargo de Diretor. A partir dessa experiência e com os conhecimentos adquiridos no Centre Audio-Visuel de Saint Cloud, em Paris, Domício passou a desenvolver um trabalho paralelo ao da pintura, em órgãos públicos, como o Badep, a Funarte, a Secretaria da Cultura e em vários museus, projetando espaços museológicos, e promovendo e organizando exposições de arte. 
E assim segue toda sua carreira até os dias de hoje ainda em total atividade!
O livro conta com textos dos críticos de arte e membros da Associação Brasileira de Críticos de Arte Maria Cecilia de Araújo Noronha e Fernando Bini. Uma retrospectiva imperdível do artista que há mais de 65 anos é reconhecido por seu trabalho único, inovador e de qualidade técnica extraordinária. (Fonte Apap)


Biografia
Pintor, gravador.
Inicia seus estudos no ateliê de Guido Viaro (1897 - 1971), em Curitiba, por volta de 1948 e forma-se pela Escola de Belas Artes do Paraná em 1952. Faz sua primeira exposição individual em 1958, na Biblioteca Pública do Paraná. Viaja para Paris entre 1959 e 1962, quando desenvolve estudos no campo da comunição visual e estagia na Radiodifusion Television Française e no Centro de Informações da Unesco, obtendo o diploma da École Normale Supérieure de Saint Cloud, como especialista em técnicas audiovisuais. Retorna ao Brasil em 1962 e organiza o Centro Audiovisual da Secretaria de Educação e Cultura para o Governo do Estado do Paraná. Em 1974, vence o concurso de cartaz para o Teatro Guaíra em Curitiba. Na década de 1980, coordena a Fundação Nacional de Arte - Funarte para a região Sul do país, permanecendo no cargo de 1981 a 1990. Fonte: Itaú Cultural

Exposições Individuais

1958 - Curitiba PR - Individual, na Biblioteca Pública do Paraná
1963 - Curitiba PR - Individual, na Biblioteca Pública do Paraná
1980 - Curitiba PR - Individual, na Galeria Acaica
1982 - Curitiba PR - Individual, na Galeria Ida & Anita
1983 - Curitiba PR - Individual, na Galeria Messon
1986 - Curitiba PR - Individual, na Casabranka Galeria de Arte
1987 - Curitiba PR - Marinhas e Favelas, na Contemporânea Galeria de Arte
1988 - Curitiba PR - Individual, na Artestil Artes e Molduras
1989 - Curitiba PR - Individual, na Artesil Artes e Molduras
1993 - Curitiba PR - Individual, na PUC/PR
1994 - Curitiba PR - Individual, outdoors espalhados na cidade
1995 - Curitiba PR - Pinturas Recentes, no Espaço Cultural do Banco do Brasil

Exposições Coletivas

1949 - Curitiba PR - 2º Salão da Primavera do Clube Concórdia, no Clube Concórdia - menção honrosa
1950 - Curitiba PR - 7º Salão Paranaense de Belas Artes, no Instituto de Educação do Paraná Professor Erasmo Pilotto
1953 - Curitiba PR - 6º Salão da Primavera - 2º prêmio em pintura
1956 - Curitiba PR - 13º Salão Paranaense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná - prêmio aquisição e medalha de bronze
1957 - Curitiba PR - 14º Salão Paranaense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná - prêmio aquisição
1957 - São Paulo SP - Pintores do Paraná, no MAM/SP
1958 - Curitiba PR - 15º Salão Paranaense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná - prêmio aquisição e menção honrosa
1962 - Curitiba PR - 15º Salão da Primavera - 2º prêmio em pintura
1962 - Curitiba PR - Salão do Paraná, na Biblioteca Pública do Paraná
1966 - Curitiba PR - 23º Salão Paranaense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná
1970 - Curitiba PR - 27º Salão Paranaense, na Biblioteca Pública do Paraná - prêmio aquisição
1972 - São Paulo SP - Bienal Nacional
1973 - Curitiba PR - 30º Salão Paranaense, no Teatro Guaíra - artista convidado
1974 - Curitiba PR - 31º Salão Paranaense, no Teatro Guaíra
1976 - Brasília DF - Paraná, Arte Agora, na Praça dos Três Poderes
1979 - Curitiba PR - 20 anos depois, na Galeria Cocaco
1980 - Foz do Iguaçu PR - 4º Salão de Arte do Iguaçu - sala especial
1984 - São Paulo SP - Artistas Paranaenses, na Faap
1986 - Curitiba PR - Paranaenses mais premiados nas quarenta e duas edições do Salão Paranaense, no Museu Guido Viaro
1986 - Curitiba PR - Tradição/Contradição, no MAC/PR
1986 - Rio de Janeiro RJ - 13 Artistas Paranaenses, no MNBA
1987 - Curitiba PR - Salão Paranaense - medalha de bronze
1988 - Curitiba PR - 8ª Gravadores Paranaenses das Décadas de 50/60, no Museu Municipal de Arte
1989 - Curitiba PR - Cocaco 30 Anos, na Galeria de Arte Cocaco
1989 - Himeji (Japão) - 20 Artistas Paranaenses, no Museu de Arte de Himeji
1990 - Curitiba PR - 1º Salão Curitibano, no Clube Curitibano - prêmio aquisição
1991 - Curitiba PR - Mostra, no MAC/PR
1991 - Curitiba PR - Museu Municipal de Arte: acervo, no Museu Municipal de Arte
1992 - Curitiba PR - 3º Salão Nacional de Arte Religiosa PUC, na PUC/PR - artista convidado
1993 - Curitiba PR - 23º Salão de Belas Artes da Primavera, no Clube Concórdia - sala especial
1993 - Curitiba PR - 4º Salão Curitibano, no Clube Curitibano - prêmio qualidade de obra
1994 - Curitiba PR - Variações em Torno do Tema, na Galeria de Arte Banestado
1998 - Curitiba PR - Arte Paranaense: movimento de renovação, no Conjunto Cultural da Caixa
Fonte: Itaú Cultural

Nenhum comentário:

Postar um comentário